on-line Chaparro <$BlogRSDUrl$>

quarta-feira, setembro 01, 2004

are you talking to me? ARE YOU TALKING TO ME????

sexta-feira, agosto 06, 2004

As minhas desculpas... 

....pelo facto de a ausência ter sido prolongada e sem aviso prévio; Motivos vários, profissionais, pessoais etc...Aos que me visitaram em vão aqui ficam as minhas desculpas. Voltarei normalmente,no final de Agosto.
Boas Férias e até breve.

sábado, abril 24, 2004

25 de Abril de 1974 

Dia de todas as ilusões,transformou-se na revolução de muitas desilusões: do sonho da abertura democrática, passámos ao pesadelo duma revolução controlada por comunistas e extrema esquerda.Foram quase 2 anos de caos e medo, até que a democracia timidamente se impôs.Vejo uma preocupação patológica, com os jovens que "não sentem" o 25 de Abril. Mas qual deles: o do primeiro dia? o que acabou com com o 25 de Novembro? O que começou com o 25 de Novembro?
Talvez se deixássemos as mistificações da revolução dos cravos, que 30 anos depois ainda divide Portugueses, talvez um dia, o 25 de Abril não seja polémico e factor de divisão anual dos portugueses.
Pessoalmente não permiti, que os meus filhos ficassem com a ideia que o 25 de Abril foi uma revolução "perfeita". Foi de facto um golpe de estado militar, tornado em revolução pela esquerda anti-democrática, finalmente domesticada pela esquerda e direita democráticas. A 30 anos, o golpe de estado resultou no que se pretendia origináiamente: abertura, liberdade, democracia e desenvolvimento. Mas foi a custo e pagou-se um preço: uma descolonização desatrosa e vergonhosa que ainda hoje mata, ocupações e saneamentos selvagens sem o mais pequeno respeito pelos direitos e garantias individuais,nacionalizações excessivas e abusivas,organizações radicais de extrema esquerda assassina, desorganização total, improdutividade etc.
Esta parte não vem nos livros dos meus filhos- mas eles sabem e eu não os deixo esquecer. Eu estive lá. Eu vi, ri, chorei, gritei, odiei,e conformei-me. O 25 de Abril teve 2 faces, enquanto não revelarem as 2 sem complexos, será sempre uma data de divisão entre os portugueses.
Como nota final, comentava um dos míudos depois de ver o Vasco Gonçalves numa reunião recente: "O Pai tá gozar, não foi nada primeiro ministro..." Achei que não valia a pena explicar-lhe que naquele momento, o homem que estava ao lado foi o líder de um grupo terrorista de assassinos. Achei que valia a pena dedicar um tempo só para isso, e para lhe poder explicar como é que um terrorista dá entrevistas como se fosse uma estrela de TV.

Dia 21 de Abril 

Já passaram 28 anos. Aonde quer que estejas,um abraço imenso.
Vêmo-nos um dia destes.

segunda-feira, abril 19, 2004

Zapatero e o coelhinho de La Fontaine 

É normal que a esquerda exulte, posso não concordar mas compreendo.

Já o que li em alguns comentadores de fim de semana, "afinal o homem prometeu" ...fez-me lembrar uma rábula á fábula:

Andava um coelhinho branco, a passear com 3 filhotes na floresta. De repente, aparece o Lobo mau em correria, boca aberta, gritando: "vais pagá-las e é hoje!!".

Enquanto fugiam, diz o coelho aos filhotes:" Corram e quando chegarem ao pé daquele tronco ôco, virem á esquerda,que eu viro á direita"

Assim fizeram e o Lobo Mau, tanto hesitou em ir para a esquerda ou para a direita que acabou com a cabeça presa dentro do tronco ôco. Ao verificar que o Lobo estava imóvel, o coelho volta para trás, levanta a cauda do lobo, ajeita o pirilau e enfia-o, enquanto com ar de tédio diz ao lobo:"Desculpa lá, eu nem gosto disto, mas já prometi aos miúdos..."

Regresso de Férias 

Há anos que não tinha uma semana de férias sem Laptop e móvel. Foi bom enquanto durou.
Ler os jornais no avião de regresso, foi terapêutico: permitiu-me regressar ao mundo ao ritmo que escolhi para a leitura. Evitei um ataque cardíaco por fenomeno tromboembólico da merda da realidade: Al-Quaeda, Iraque,Médio-Oriente, Casa-Pia, R/Evolução etc

Apesar de tudo, voltei para onde me sinto bem.

terça-feira, abril 06, 2004

A Mediocridade de um Nobel 

Que, o que homem escreve é uma seca, pode-se discutir. O que o homem pensa e vomita é medíocre. Compare-se a estrutura e obra dos nossos 2 únicos prémios Nobel.Pois é, nem vale a pena perder muito tempo...

segunda-feira, março 22, 2004

Bom Senso 

Uma análise equilibrada no DN de hoje (Francisco Sarsfield Cabral). Para compensar o delírio senil de Mário Soares.

TSF- Tou Sem Fala 

Não estou, mas fiquei. A TSF não publicou o mail reproduzido no post anterior. Eles lá sabem porquê. Eu, não.

Mail enviado á TSF 

Caros Senhores,
Não é todos os dias, que um "cliente/ouvinte" antigo, se dá ao trabalho, de explicar porque vai deixar de o ser.Decidi fazê-lo em memória de alguns dos melhores momentos de rádio informativa que tive durante alguns anos. Hoje, desceram abaixo de um nível inqualificável, na forma e conteúdo como noticiaram o assassinato do líder do Hamas. Trataram-no como se tivesse sido assassinado um candidato a Nobel da Paz ou um menino do coro. Tive vergonha por mim, por todos vós e pelo conjunto dos ouvintes. Valeu o vosso comentador, Mario Bettencourt Resende, que á beira da náusea, chamou as coisas pelas nomes: Foi assassinado um Homem. Que foi um assassino de inocentes.
Em marketing, diz-se que um cliente insatisfeito, transmite essa insatisfação de forma activa a 8-10 pessoas. Tenciono cumprir a minha parte.
Já agora, quando apanharem o Bin Laden, tencionam mandar flores?

TSF - Terrorismo Sem Fios 

Nos noticiários de hoje de manhã, ao falar do assassinato do líder espiritual do Hamas, a TSF apresenta a biografia da vítima, sem referir directa ou indirectamente, que se tratava de um lider de uma organização terrorista, responsável por várias chacinas de inocentes.De um assassino, portanto. Valha-nos o comentário de Mário Bettencourt Resende, que chamou as coisas pelos nomes.
Telefonia Sem Vergonha.

sexta-feira, março 19, 2004

Com a devida vénia 

Não conheço a autora, mas subscrevo a análise de Maria de Fátima Bonifácio.

Dia do Pai (2) 

É hoje.Foi hoje.
Logo,logo de manhã, valeu pelo dia todo.
Os sorrisos e os abraços, o calor e o conforto.

quinta-feira, março 18, 2004

Dia do Pai 

É só amanhã.
Para quem tem saudades,é todos os dias.
Durante anos para mim foi mais todas as noites.
Como raio sentirão os meus filhos o dia do Pai?

A ingratidão de Zapatero 

Não surpreende a comunicado dos terroristas, a tentar humilhar ainda mais os Espanhóis e o futuro primeiro ministro Zapatero. O que me espanta, é este, até agora não ter tido uma simples palavra de agradecimento...

terça-feira, março 16, 2004

Real Politik 

A Espanha está atordoada: pela dor, pelo luto, pela mudança de governo. Pelas primeiras declarações de Zapatero, vamos ter nos próximos anos uma Espanha mais soft a todos os níveis.
A verdade é que uma eventual e provável mudança de politica externa do próximo governo Espanhol, cria uma boa oportunidade de afirmação e visibilidade para Portugal.No contexto Atlântico,podemos criar vantagens se formos criativos e firmes.
Não é cinismo, é realismo.
Enquantos os nossos vizinhos Espanhóis-justa e merecidamente- lambem as feridas, devemos mostrar a nossa solidariedade, a nossa compreensão, mas também a nossa diferença. Quando se está desmoralizado, sabe bem ter alguém que nos mostre o caminho. Devemos isso principalmente a nós próprios, mas também aos nossos amigos de Espanha.
A ver se temos huevos para tal.


O azar de Zapatero 

Chaparro

No meio de tanta emoção e comoção, não haverá uma explicação simples para o voto dos Espanhóis. Há que respeitá-lo.

Mas há também que temê-lo: Zapatero é o primeiro governante de uma democracia , eleito com a contribuição directa do terror de Bin Laden.
Por isso ficará na História. Faço votos que não seja apenas por isso.

Zapatero teve azar no seu encontro com a História: foi democráticamente eleito pelos piores motivos - o assassínio cobarde de compatriotas seus.


sexta-feira, março 12, 2004

Espanha, Madrid 11-03-2004 

Horror, Barbárie, Cobardia, Raiva, Dor, Impotência,Solidariedade.
Respeito, Luto, Preocupação,Vingança,Lágrimas,Sangue.
Resistir, Exterminar,Orfãos,Amputados, Cabrões, Filhos da Puta.

Um abraço para Madrid



sexta-feira, março 05, 2004

A Histeria da TSF ou como me senti obrigado a ir jantar ao Mcdonalds 

O que pode ter justificado a histeria radiofónica de ontem em relação ao convite que o Mcdonalds fez a crianças para entrarem no relvado de mãos dadas com os jogadores, no Euro 2004?
Ocorrem-me várias explicações, quase todas tão mesquinhas que me excuso de as explanar. A 100 dias do Euro, a TSF resolve dedicar um dia de asneira ressabiada, a maltratar um patrocinador do Euro, que pediu ás Camaras Municipais, ajuda na seleção das crianças.
Senti tanta vergonha, que fui jantar -silenciosamente- ao Mcdonalds.
A mesquinhez e a "pequenez" que a TSF mostrou, não foi diferente da mostrada pelos utilizadores da Docapesca em Lisboa, quando se tentou trazer para Lisboa a America's cup para Lisboa.Com os resultados que se conhece.
A propósito: qual a % de trabalhadores com deficit fisico e/ou mental que existem na TSF?
(Por favor não incluamos Jornalistas com deficit de inteligência ou de "mundo"- )

domingo, fevereiro 29, 2004

O aBRUTO Snob 

JPP está tão afogado no seu snobismo de intelectual de direita, que cada vez com mais frequência diz banalidades e alguns disparates.Um mimo de profundidade sobre o slogan "Força Portugal", ao nível dos tb excelentes e pedagógicos comentarios de Louçã e Ferro Rodrigues.
A "dor de cotovelo" é feia mas comum em Portugal: mas tem tratamentofácil e comparticipado pelo SNS. Até tem Genéricos....

"Alguém tem que ceder" - Jack Nicholson, Diane Keaton, outros 

Há esperança para os homens que gostam de sexo E de dormir sózinhos. Obrigado

sexta-feira, fevereiro 20, 2004

Asnocracia 

O episodio da libertação e detenção de Vale e Azevedo ou de outro qualquer, nas circunstancias em que ocorreu,tem contornos surrealistas. Não se faz, é pura tortura psicológica. De fazer inveja ás Gestapos e KGBs...

A Dra Ana Gomes volta á carga no seu melhor: para não ter que institucionalizar crianças, matam-se antes do parto. Uma "solução final" ao melhor ni­vel de Himmler...

Onde está o bom senso? quem são os bons e os maus? Onde está o Wally?

sábado, fevereiro 14, 2004

Filhos 

Estou apaixonado pelos meus filhos. Tanto.
O único sentimento que rivaliza, são as saudades que tenho deles. Tantas.

quinta-feira, fevereiro 12, 2004

SUZUKI nos EUA 

-No primeiro dia de aulas numa escola secundária dos E.U.A. a professora
apresenta aos alunos um novo colega, Sakiro Suzuki, do Japão.

A aula começa e a professora pergunta: "Vamos ver quem conhece a História
americana. Quem disse: 'Dê-me a liberdade ou a morte'?"
Silêncio total na sala. Apenas Suzuki levanta a mão: "Patrick Henry em 1775
em Filadélfia".

"Muito bem, Suzuki. E quem disse: 'O Estado é o povo, e o povo não pode
afundar-se'?"
Suzuki levanta-se: "Abraham Lincoln em 1863 em Washington".
A professora olha para os alunos e diz: "Não têm vergonha? Suzuki é japonês
e sabe mais sobre a História americana que vocês!"

Então, ouve-se uma voz baixinha, lá ao fundo: "Vai levar no cu, japonês de
merda!"
"Quem foi?", grita a professora.
Suzuki levanta a mão e sem esperar, responde: "General McArthur em 1942 em
Guadalcanal, e Lee Iacocca em 1982 na Assembleia Geral da Chrysler".

A turma fica super silenciosa, apenas se ouve do fundo da sala: "Acho que vou
vomitar".
A professora grita: "Quem foi?"
E Suzuki responde: "George Bush senior ao primeiro-ministro Tanaka durante um
almoço, em Tokio, em 1991".

Um dos alunos levanta-se e grita: "Chupa-me o car****!"
E a professora irritada: "Acabou-se! Quem foi agora?"
E Suzuki, sem hesitações: "Bill Clinton à Mónica Lewinsky, no Sala Oval da
Casa Branca, em Washington, em 1997."

E outro aluno levanta-se e grita: "Suzuki é um pedaço de merda!"
E Suzuki responde: "Valentino Rossi no Grande Prémio de Moto no Rio de Janeiro
em 2002".

A turma fica histérica, a professora desmaia, a porta abre-se e entra o
director que diz: "Que grande Merda, nunca vi uma confusão destas."
Suzuki: "José Manuel Durão Barroso à ministra das Finanças Manuela Ferreira
Leite na apresentação do orçamento de Estado, em Lisboa, em
2003".

quarta-feira, fevereiro 11, 2004

Vale a pena pensar...vale a pena FAZER (retirado de um mail recebido) 

Vale a pena pensar nisto > > >Em Brooklyn, Nova Iorque, Chush é uma escola que se dedica ao ensino de crianças especiais. Algumas crianças ali permanecem por toda a vida escolar, enquanto outras podem ser encaminhadas a escolas comuns. >Num jantar beneficente de Chush, o pai de uma criança fez um discurso que nunca mais seria esquecido pelos que ali estavam presentes. > >Depois de elogiar a escola e seu dedicado pessoal, perguntou ele: "Onde está a perfeição em meu filho Pedro, se tudo o que DEUS faz é feito com perfeição? Meu filho não pode entender as coisas como outras crianças entendem. Meu filho não se pode lembrar de factos e números como as outras crianças. Então, onde está a perfeição de Deus?" > >Todos ficaram chocados com a pergunta e com o sofrimento daquele pai. > >Mas ele continuou: >"Acre dito que quando Deus traz uma criança especial ao mundo, a perfeição que Ele busca está no modo como as pessoas reagem diante desta criança." > >Então ele contou a seguinte história sobre o seu filho Pedro: >"Uma tarde, Pedro e eu caminhávamos pelo parque onde alguns meninos que o conheciam, estavam jogando basebol. >Pedro perguntou-me: >- Pai, você acha que eles me deixariam jogar? > >Eu sabia das limitações do meu filho e que a maioria dos meninos não o queria na equipa. Mas entendi que se Pedro pudesse jogar com eles, isto lhe daria uma confortável sensação de participação. > >Aproximei-me de um dos meninos no campo e perguntei-lhe se Pedro poderia jogar. O menino deu uma olhada ao redor, buscando a aprovação de seus companheiros de equipa e mesmo não conseguindo nenhuma aprovação, ele assumiu a responsabilidade e disse: > >- Nós estamos perdendo pôr seis rodadas e o jogo está na oitava. Acho que ele pode entrar na nossa equipa e tentaremos colocá- lo para bater até a nona rodada. > >Fiquei admirado quando Pedro abriu um grande sorriso ao ouvir a resposta do menino. >Pediram então que ele calçasse a luva e fosse para o campo jogar. No final da oitava rodada, a equipa de Pedro marcou alguns pontos, mas ainda estava perdendo pôr três. > >No final da nona rodada, a equipa de Pedro marcou novamente e agora com dois fora e as bases com potencial para a rodada decisiva, Pedro foi escalado para continuar. > >Uma questão, porém, veio à minha mente: a equipa deixaria Pedro, de facto, rebater nesta circunstância e jogar fora a hipótese de ganhar o jogo? > >Surpreendentemente, foi dado o bastão a Pedro. >Todo o mundo sabia que isto seria quase impossível, porque ele nem mesmo sabia segurar o bastão. Porém, quando Pedro tomou posição, o lançador se moveu alguns passos para arremessar a bola de maneira que Pedro pudesse ao menos rebater. > >Foi feito o primeiro arremesso e Pedro balançou desajeitadamente e o perdeu. >Um dos companheiros da equipa de Pedro foi até ele e juntos seguraram o bastão e encararam o lançador. >O lançador deu novamente alguns passos para lançar a bola suavemente para Pedro. Quando veio o lance, Pedro e o seu companheiro de equipa balançaram o bastão e juntos rebateram a lenta bola do lançador. O lançador apanhou a suave bola e poderia tê-la lançado facilmente ao primeiro homem da base, Pedro estaria fora e isso teria terminado o jogo. > >Ao invés disso, o lançador pegou a bola e lançou-a em uma curva, longa e alta para o campo, distante do alcance do primeiro homem da base. > >Então todo o mundo começou a gritar: >- Pedro, corra para a primeira base. Corra para a primeira. > >Nunca em sua vida ele tinha corrido... Mas saiu em disparada para a linha de base, com os olhos arregalados e assustado. Até que ele alcançasse a primeira base, o jogador da direita teve a posse da bola. Ele poderia ter lançado a bola ao segundo homem da base, o que colocaria Pedro > >para fora, pois ele ainda estava correndo. Mas o jogador entendeu quais eram as intenções do lançador, assim, lançou a bola alta e distante, acima da cabeça do terceiro homem da base. > >Todo o mundo gritou: >- Corra para a segunda, corra para a segunda base. > >Pedro correu para a segunda base, enquanto os jogadores à frente dele circulavam deliberadamente para a base principal. >Quando Pedro alcançou a segunda base, a curta parada adversária colocou-o na direcção de terceira base e todos gritaram: > >- Corra para a terceira. > >Quando Pedro contornou a terceira base, os meninos de ambas as Equipas >correram atrás dele gritando: >- Pedro, corra para a base principal. Pedro correu para a base principal, pisou nela e todos os 18 meninos o ergueram nos ombros fazendo dele o herói, como se ele tivesse vencido o campeonato e ganho o jogo para a equipa dele." > >"Naquele dia," disse o pai, com lágrimas caindo sobre f ace, "aqueles 18 meninos alcançaram a Perfeição de Deus. Eu nunca tinha visto um sorriso tão lindo no rosto do meu filho!" > > > >O facto é verdadeiro e ao mesmo tempo nos causa tanta estranheza! >Entretanto, há pessoas que enviam mil piadas por e-mail e elas se espalham como fogo, mas quando enviamos mensagens sobre algo bom, as pessoas pensam duas vezes antes de compartilhá-las. É preocupante que coisas grotescas, vulgares e obscenas cruzem livremente o ciber-espaço, mas se você decidir passar adiante esta mensagem, não a enviará para muitos de sua lista de endereços, porque não está seguro quanto ao que eles acreditam, ou ao que pensarão de você. > >Estamos mais preocupados sobre o que as outras pessoas pensam de nós, do que com o que Deus espera de nós. Contudo, tenhamos a certeza que, se quisermos, poderemos transformar nossas vidas e fazer sempre o melhor para todas as pessoas. > >UM ÓPTIMO DIA . > >Ajude a construir um mundo melhor. > >

terça-feira, fevereiro 10, 2004

MST- Miguel Sem Tino 

Vale a pena ler o artigo de Miguel Sousa Tavares, na "Bola" de hoje. É tão revelador, que dispensa comentários. Não percam, é uma obra-prima. Gosto especialmente da parte onde diz que se trata "de um artigo de opinião"...não fossem os leitores pensar que relata factos que mais ninguém viu....como ele.
Exemplar.

segunda-feira, fevereiro 02, 2004

Mourinho! Amigo! o povo está contigo... 

Vê-se, ouve-se e não se acredita....
Mourinho, para quem dúvidas tinha, revela-se a alma gémea de Pinto da Costa: Futebol sem ódio não lhes interessa, não os motiva...
Fico na dúvida qual deles merece o prémio Vasco Gonçalves e o prémio Otelo.

Temos uma invejável colecção de dirigentes e treinadores de futebol: Para serem como os melhores só lhes falta ser inteligentes,civilizados,honestos,corajosos...enfim, nada que um cursozito de 1/2 dia não resolva.

Faltam 5 meses para o Euro 2004 ...

sábado, janeiro 31, 2004

Soares ou o esplendor da senilidade 

Impossível de comentar sem espanto....
Segundo MS, 30 anos depois o "espirito" de abril, não pode nem deve ser discutido, contestado, posto em causa...Salazar tinha a mesma opinião sobre as antigas colónias.

A senescência fisiológica é inevitável, sendo por vezes atropelada por uma senilidade acelarada. O MS de 2004 traíu o de 1974:tornou-se reaccionário.O Dr. Alvaro Cunhal teve razão antes de tempo...
Tenham caridade na forma como lêem o que MS diz: o comum dos mortais, não tem o azar de ter á frente três microfones e duas câmaras de TV cada vez que abre a boca.

terça-feira, janeiro 27, 2004

NECRÓFILOS  

A tragédia da morte em directo tem duas componentes:
1. A morte em si mesma, qualquer que seja a causa, a idade ou o indivíduo. Pelo que pode ter de esperada/inesperada, justa(?)/injusta,natural/provocada...é sempre uma ruptura definitiva, da qual cada todos nos aproximamos inexorávelmente.Pelo que todos a sentimos...
2. O mediatismo inerente.Como qualquer facto ou notícia, pode ser tratado melhor ou pior pelos "mensageiros".Aquilo que vimos na tragédia de Feher, foi em alguns canais, nomeadamente na TVI, indigno e degradante.Para além da indecorosa, por excessiva, repetição dos ultimos momentos de vida dum jovem atleta, ficou a sensação que tiveram pena que só tivesse havido uma morte...

Não fui nem sou profissional de nenhum meio de comunicação, nem conheço a estrutura ou conteúdo da formação que os jornalistas têm.Mas ninguém - nem um jornalista- tem o direito de retirar a dignidade aos ultimos momentos de vida de outrem. Ou fazer da morte um folclore obsceno.

Sei que uma arvore não faz a floresta, e houve canais de TV que se abstiveram dos 2 pecados, sem prejudicar mínimamente o dever de informar.Portaram-se como se devem portar profissionais de mêtiers com responsabilidades acrescidas.Não merecem por isso os parabéns, mas o reconhecimento de que são diferentes das hienas e dos abutres; da TVI.


sábado, janeiro 17, 2004

JORGE e o P.R. 

Pois é, o Jorge teve mais uma semana parecida com as anteriores- desta vez resolveu o problema da Economia portuguesa, enviando um papelucho para a AR, que aliás nem paciência teve para fingir que leva o homem a sério - e ameaçou que vai estar ainda mais activo atá ao fim do mandato!!!!!
Preparem-se: vão chover cachos de banalidades, resmas de complexos púberes, saudades da desgovenação badalhoca, discursos labirinticos, etc
Como as televisões o seguem, é natural que os respectivos shares sejam lesados.
O Homem não tem assessores? não os usa? não os ouve?
Jorge prova-nos cientificamente que ser eleito , é condição necessária, mas não suficiente para se ser PR...
Até já do Eanes tenho saudades...

terça-feira, janeiro 13, 2004

Magueijo e os Capadores de sonhos 

João Magueijo, quer num semanário de sábado, quer (e especialmente) ontem em entrevista á TSF, disse, o que gerações de jovens eventualmente brilhantes, mas seguramente frustradas, pensaram na sua juventude de entusiastas da ciência.
Pura e esimplesmente que há décadas que não se faz ciência séria e a sério, em Portugal, pelo simples facto de que os recursos estão controlados por burocratas da ciência.
Tendo conhecido de muito perto o fenômeno, concordo e acho que o João até foi meigo...É triste ver as atitudes parasitárias e castradoras da grande maioria dos responsáveis de departamentos que recebem fundos para investigação.
Foi talvez a mediocridade mais chocante e nauseante que conheci, pelo que tem de hipocrisia, inveja e incompetência.
Deixei o pior para o final: em Portugal este fenômeno tem no sistema oficial todos os mecanismos necessários á sua autoperpetuação, e na iniciativa privada um exemplo quase perfeito de falta de capacidade de... iniciativa.Digo quase, porque felizmente as excepções começam a notar-se pela qualidade...
Gostava que a geração dos meus filhos, não tivesse que aturar esses capadores de sonhos, perfeitos impotentes da ciência, que nem fazem....nem saiem de cima.

domingo, janeiro 11, 2004

2: 

Estou a gostar...e a lembrar-me da oposição que tiveram. Continuem, estão no bom caminho.

sábado, janeiro 10, 2004

A PIA e o Esgoto 

A PIA e o Esgoto têm nas sociedades modernas funções complementares.

Daí que o escandalo da casa Pia, tenha ido parar directamente a vários esgotos:

- Ao esgoto da Justiça: tudo o que não presta tem aparecido- Advogados,Juízes, procuradores, procedimentos etc
-Ao esgoto dos politicos: destaca-se o PS, por nos ter recordado que a merda flutua
-Ao esgoto dos media, que nos recordaram que a merda vende.
-Ao esgoto da nossa consciência: a merda só nos incomoda quando a vemos ou cheiramos.

sexta-feira, janeiro 09, 2004

Onde está o Chaparro? 

Está no seu sítio. Firme e direito.Quase de regresso.

quarta-feira, janeiro 07, 2004

Apresentação 

Um chaparro bem educado apresenta-se sempre.Aqui vai o meu C.V.:

Idade:Já tive várias tiradas de cortiça
Sexo: tenho um mas ando sempre atrás do outro
Estado Civil: já viram algum chaparro casado?
Profissão: Faço sombra,abrigo da chuva e adoro posar para fotografias no Alentejo.
Tempos Livres:dou de comer aos porcos. Só aos alentejanos.

TOC TOC 

Tá alguem aí? Dão licença?

This page is powered by Blogger. Isn't yours?